Justificativa

Porque fazer o controle populacional de aves?

Em sua grande maioria, as aves, principalmente as de hábitos migratórios representam grandes preocupações a estabelecimentos urbanos, sejam eles residenciais ou comerciais.

• As aves podem contaminar e/ou danificar mercadorias e equipamentos como matérias primas, veículos e maquinas;

• Pessoas que transitam diariamente nas fábricas, residências, e estabelecimentos infestados por aves, correm um sério risco de sofrer de doenças respiratórias e de pele devido à sujeira acumulada nas instalações (fezes e penas), nas caixas de ar condicionado, telhados e forros;

• Em sua grande maioria, as aves são portadoras de parasitas e bactérias que causam doenças e provocam alergias de diversos tipos;

Tais motivos são suficientes para que toda e qualquer infestação de aves, sejam elas migratórias ou não, seja controlada com máxima brevidade.

Medidas de Controle

Como resolver esse problema?

A simbologia de paz e de liberdade contida nas aves resulta em uma enorme simpatia da população pelas aves, dificultando a implantação de medidas de controle, pois as pessoas não associam os transtornos médico-sanitários relacionadas a estas aves em grandes centros urbanos.

Várias ações podem ser aplicadas ao controle populacional dos aves. Análises criteriosas devem identificar as medidas mais eficientes e adequadas a serem implantadas em cada situação. Abaixo estão descritas ações que podem ser implementadas.

Supressão Alimentar
É o fator limitante prioritário de controle, com resultados diretos na redução do potencial reprodutivo e da densidade populacional destas aves;

Manejo de Resíduos Orgânicos
O manejo de rações, guarnições, restos alimentares e o acondicionamento adequado do lixo representam medidas relevantes no controle de aves, bem como de outras pragas urbanas (baratas, moscas, roedores);

Ações Alimentares

A primeira ação a ser tomada em qualquer situação.

Ações Educativas

A conscientização das pessoas é de suma importância.

Campanha
Uma campanha educativa em larga escala, envolvendo os meios de comunicação, palestras educativas para conscientização individual e coletiva, produção de panfletos e cartilhas de conscientização, são medidas que buscam trazer o esclarecimento da importância que se deve dar para a diminuição da população dos aves nos grandes centros urbanos;

Emprego de Acessórios Desestabilizadores de Pouso

Consiste no emprego de acessórios, que podem ser espículas, molas ou fios de nylon, que ao serem instalados nas superfícies de pouso causam uma sensação de instabilidade para as aves, provocando seu afastamento.

Estes acessórios devem ser instalados ao longo das superfícies e quando estas são muito largas, recomenda-se o uso de 2 ou 3 fileiras destes dispositivos. Estes desestabilizadores de pouso são comercializados em representantes do segmento e vêm com as peças próprias para fixação no local.

Vedação de Espaços

Consiste na vedação de vãos de acesso em forros de telhado, desvãos, saídas de tubulações de serviço e outros espaços, com estruturas de tela, tapumes ou argamassa, conforme a característica do local.

Os aparelhos de ar condicionado podem ser recobertos com redes de poliuretano em sua parte externa, para evitar a nidificação de aves nos vãos. Estas redes são praticamente invisíveis, podendo ser utilizadas em janelas de prédios históricos, para prevenir a entrada de aves.

Ações de Requalificação do Ambiente

Sem um ambiente propício, as aves não se alojam e não se nidificam.

Ações Repelentes

Uma eficaz e prática forma de controle.

Persuasão do Não Pouso por Substâncias Repelentes
Consiste no emprego de substâncias atóxicas, sem adição de praguicidas ou repelentes químicos, que têm a função de inibir o pouso das aves, por causar repelência por irritação de contato. Estas substâncias são em forma de gel e/ou liquido, podendo funcionar por períodos determinados pelas características do ambiente.

Em locais sob ação solar, muita poeira ou com produção de substâncias oleosas, o repelente tende a ter seu efeito residual encurtado, tendo que ocorrer reaplicações de até 10 em 10 dias. Em locais protegidos de sujeiras que possam aderir ao repelente, seu tempo de duração será estendido por um período mais longo. O repelente perde sua efetividade não somente pelo acúmulo de pó, algumas marcas comerciais não resistem bem ao calor.

O repelente é bastante indicado para parapeitos, vãos de acesso, locais de pouso em fachadas de prédios, grades de aparelho de ar condicionado, estruturas arquitetônicas de alto relevo de prédios de construção antiga e outros. O repelente deve ser aplicado em faixas onduladas, visando aumentar a área tratada e melhor impedir o pouso das aves.

Controle com Aves de Rapina
O uso de aves de rapina para o controle populacional de aves é atualmente a mais eficaz forma de controle populacional de aves. Podendo ser adotado e usando em diversas circunstâncias e locais.

Consiste na utilização de aves de rapina para afugentar e/ou capturar as aves infestantes, após um determinado período as demais aves se evadem do local em busca de novas áreas para se nidificarem fugindo assim do predador presente no local.

Uso de Aves de Rapina

A mais eficaz forma de controle.